TRANSPARÊNCIA:
Emissão de CO2 desde 2012

Sustentabilidade por princípio

Com mais de 75 anos no mercado, a Indústria Santa Luzia é uma das líderes das Américas na fabricação de materiais de construção ecológicos. Temos a capacidade de transformar grandes quantidades de resíduos plásticos em rodapés, sancas, molduras e guarnições, além de revestimentos ecológicos.

A Santa Luzia acredita em manter um forte legado ambiental e em deixar um planeta limpo para as crianças. Ao reciclar plásticos e promover a construção de edifícios e comunidades ambientalmente amigáveis, a Santa Luzia espera tornar o mundo um sítio mais verde.

Impactos Ambientais

O aquecimento global e a poluição ambiental são realidades científicas que devem ser enfrentadas independentemente do ponto de vista político. Todo cidadão consciente está preocupado com os fatores de degradação ambiental, dentre eles a extração de madeira. Como forma de prevenir o desmatamento, imensos especialistas estão recomendando a utilização de materiais de construção diferentes da madeira. Uma solução é usar compósitos que utilizam uma proporção menor de madeira. No entanto, os aglomerados de madeira liberam tradicionalmente compostos orgânicos voláteis devido ao uso de formaldeído na prensagem de madeira, que deteriora a qualidade do ar e é prejudicial ao ambiente.

Os rodapés e molduras da Santa Luzia são produzidos a partir de resíduos de poliestireno e os produtos também são recicláveis. Eles não contribuem para o desmatamento ou criam emissões adicionais com efeito de estufa. Eles também têm índices de emissão de compostos orgânicos voláteis extremamente baixos, tornando-os uma escolha ambiental melhor que os compósitos de madeira. Os rodapés produzidos pela empresa também são esteticamente agradáveis e não perdem em qualidade em comparação com a madeira.

O processo de reciclagem de Santa Luzia

Durante mais de 60 anos a Santa Luzia utilizou apenas a madeira como matéria-prima. Em 2002, a empresa revolucionou e começou a utilizar resíduos de plástico reciclado para alcançar novos objetivos económicos, sociais e ecológicos. Desde então, já transformou mais de 50 milhões de quilos de resíduos de poliestireno expandido (EPS ou esferovite) e poliuretano. São resíduos de dezenas de empresas, assim como bens reciclados coletados por cooperativas de coleta de resíduos.

Além de contribuir para reduzir impactos de degradação ambiental pelos resíduos que recicla, a Santa Luzia conseguiu dar um salto com seu novo modelo de negócio. Isso porque os produtos feitos a partir de material reciclado têm atributos cada vez mais valorizados pelo mercado.

Um processo inovador transforma resíduos de poliestireno (esferovite) e poliuretano em perfis altamente resistentes. Os produtos são fáceis de aplicar, completamente imunes a térmitas e altamente resistentes à humidade.